Você não precisa de um homem e sim, de amar a si mesma!

Muitas de nós crescemos ouvindo que mulher precisa de um homem ao lado. Que “o melhor que podemos fazer na vida, é casar”. Fazendo disso o maior objetivo da vida, muitas mulheres se casam pra não ter que ficar sozinhas. Se casam pra estarem casadas. Se casam pra seguir o padrão.

Aceitam viver com quem não as merece. Se sujeitam a diferentes tipos de humilhação, a relacionamentos abusivos. Tudo em prol do manter o casamento. O padrão da sociedade é esse: casar, com um homem, mais alto que você e seguir casada, pra não ficar mal falada. “Por que isso que é a felicidade”.

Mas não é, moça! Não vivemos mais no século passado. Quando as mulheres eram meras procriadoras, ficavam em casa cuidando dos afazeres domésticos e dos filhos. Não tinham voz, não podiam ler nem estudar, saiam da sala quando chegava visita. Obedeciam ao marido em tudo.

O máximo que faziam é ir à missa e rezar. Eles saiam à noite, para os bordéis, enquanto as esposas ficavam em casa. Nessa triste época, talvez, sim, casar fosse necessidade. Felizmente, a coisa mudou.

Se você ler sobre a fábrica de Nova York, em 1911; sobre a revolução sexual de 1960; sobre a primeira mulher a usar uma mini saia – Elis Regina também em 1960; sobre a queima de sutiãs, em 1968 – que não foram queimados; vai perceber que à duras penas, conquistamos o nosso espaço. Mudamos o cenário.

Apesar de ainda sermos vítimas de muito machismo, te falo com todas as letras: você não precisa de um homem ou de um casamento. Precisa é aprender a se amar. Aprender a andar com as próprias pernas. Ser independente.

Estudar, trabalhar, ter a sua casa/apartamento, seu carro/moto. Você precisa é ter a sua vida e ser dona do seu nariz! Casamento não é sinônimo de felicidade e de realização. Não é como dois e dois são quatro. Se você viver com objetivo de se casar, pra ser feliz, você vai quebrar a cara feio.

É acreditando que a solução pra vida é ter um homem do lado, que você vai entrar na maior furada da sua história. Vai se tornar dependente de um homem. Emocional e financeiramente. Vai achar que sem ele você não vive. Vai se anular em prol dele.

Não é por aí! Você definitivamente não precisa de um homem ao lado pra ser feliz. Precisa é de aprender a se amar. A gostar da própria companhia. Quando você entra em um relacionamento fazendo-o de muleta, ele está fadado ao fracasso.

É aquela velha história dos pedaços da laranja. Ninguém é um meio que precisa da outra metade. Só pessoas inteiras, que vivem bem consigo mesmas, são felizes no amor. Afinal, o amor não é a felicidade plena de uma mulher. O amor, o relacionamento sadio, o bom casamento….

Tudo isso são consequências na vida de uma mulher que aprendeu a se amar. Isso é tão maravilhoso, que a partir do momento que você se ama, gosta da própria companhia e não depende de um homem pra ser feliz. Se ele surgir, ótimo. Senão, melhor ainda. É bem simples assim!

É sério. A nossa vida, quando estamos felizes com nós mesmas, é mais leve. É pesado demais viver em busca de ter um homem ao lado, acreditando que isso é sinônimo de felicidade e realização. Busque o seu crescimento pessoal e profissional. Não viva em prol de ter um relacionamento. Busque o amor próprio. Gostar da própria companhia. Aí, o amor, um relacionamento sadio, é consequência. E se não vier, você não vai morrer por estar sozinha.

Não estou dizendo que ter um homem ao lado é ruim. Que casamento é o fim. Nada disso. Apenas fazendo um alerta de que quando a mulher faz disso o objetivo da vida, corre o risco de entrar em um relacionamento abusivo, só para estar dentro do padrão.

Ter alguém do lado é bom, casar também é. Mas isso não deve ser o objetivo vital de nenhuma mulher.