Sorria e acene: Sobre a dureza de ser adulto

Ser adulto é isso… Dar de cara com o fracasso e ter que continuar respirando apesar de não querer. Depois que algo onde você apostou tudo dá merda, você tem 2 escolhas: seguir em frente ou decidir usar a saída de emergência.

É uma decisão que pode te fazer perder uma noite de sono, mesmo que você seja da espécie de adulto que ‘onde encosta e se sente em segurança, dorme’. Os clichês “coisas melhores virão”, “uma janela que se fecha, é uma porta que se abre”, “existe luz no fim do túnel”, “você ainda vai rir disso tudo” e etc; tem hora que não ajudam em nada. Até mesmo porquê pra quem já passou muita coisa ruim, ouvir que “coisas ruins fazem crescer” só faz com que a pessoa pense “daqui a pouco eu explodo”.

Caso você decida ir pela saída de emergência, em meio à crise e confusão que seu cérebro, encarcerado pela emoção ruim da situação de fracasso, sofrimento e baixa estima lhe impõe; o que te resta é ter quem te olhe e perceba que seu silêncio na verdade, é um grito de socorro. E se essa pessoa te amar o suficiente pra te tirar do silêncio e após te ouvir, dizer “se não for por você, que seja por mim. Como eu ficaria sem você?”, agradeça a Deus.

Ignore quem minimizar sua dor. Tente não dividir essa dor com as pessoas ao seu redor. Apesar de ser adultos, a maioria dessas pessoas, não saberá lhe dar respostas dignas. Só quem sente a dor, sabe o quanto ela dói de fato. Sabe como ela corrói. Cada dor, dói de forma diferente em cada pessoa. E tentar explicar é algo inútil, pois cada dor age de uma forma em cada pessoa.

Agradeça e viva. Clique no OFF para conflitos e no ON para sorrisos. Retome o caminho e siga. Siga e respire. Só isso. Opte por permanecer respirando. A vontade é de apertar o STOP, mas siga em frente. Sorria e acene. As coisas mudam, melhoram e a vida adulta é esse círculo: Coisa boa – conflitos – derrotas – merda – choro – sofrimento – aprendizado – vitória – coisa boa – conflitos… isso é ser adulto. Isso é aprender com os ciclos da vida. Isso é respirar e acenar, querendo dormir pra sempre. Caso a vontade de usar a saída de emergência esteja gritando dentro de você, procure auxílio psicológico. Merda nenhuma na vida vale você tirar sua vida. Pense nisso.

Chore o quanto achar necessário. Ao lado dessa pessoa que teve a capacidade de tirar você do silêncio. Seja grato a essa pessoa por toda a sua vida. O momento de silêncio e choro após uma situação complicada, é muitas vezes, a ponte entre a vida e a saída de emergência. Não condeno quem opta por ela. Mas de tudo que já vi, já ouvi e observei; a maioria das pessoas que queriam dar um STOP na vida e não deram, após um tempo, se deram bem na vida e aquilo tudo, por mais pesado e desanimador que parecesse, fez a pessoa ficar mais forte. Então, o jeito é respirar…. Continuar a vida adulta  -que não é fácil – é para os fortes e vale à pena, apesar de tudo.

Ainda que você pareça fraco, só o que você pode suportar, vem sobre sua vida.