Sobre ser só mais um “contatinho”

Tem uma galera aí ocupando o posto de contatinho alheio. E ser só isso na vida de alguém é dispensável. Pior que comprar bijuterias de R$ 3,00 nos atacadão da vida, que depois ficam todas verdes.

É ver as mesmas perguntas. É querer almoçar com a pessoa, fazer amizade e ela só propor motel. É não ter assunto. É nem falar de coisas óbvias. É querer fazer do cara parceiro e ele ser frio.

Nem convite pra sorvete nesse calor de meu deus, ele faz? Está em seu facebook mas parece agente da CIA – não curte nem comenta nada? Sempre começa a conversa no inbox com “oi” e espera a sua resposta? Aí acaba dizendo, depois de muito rodeio, que “está com saudade”?

Em tempos difíceis, de reis – e rainhas – dos contatinhos, eu vim libertar vocês! Pra quê se sujeitar a ser só mais um nome na listinha alheia se você quer mais?

Claro, não precisa casar. Nem virar namoro. Mas convenhamos: até pra eleger uma amizade colorida, é legal ter afinidade. Ter assunto, rir das piadas do outro. Dialogar, de verdade. É o mínimo.

 

Veja as 4 dicas que eu trouxe pra você ter certeza de que não passa de um contatinho dele:

1 – Vocês não têm assunto
Apesar dele fazer perguntas, o papo não flui. Parece atendente virtual. A coisa mais fria do mundo. Sempre começa do mesmo jeito e termina com um “tô com saudades”. Ninguém merece!

2 – Ele tem seu whats mas só te chama pelo inbox do face
Sinal claro de que na verdade, é você que tem o whats dele. E não o contrário. Só te chama no inbox porque ali ele chama todas. Destila o mesmo mimimi e quem cair, vai pra cama com ele.

3 – Sempre as mesmas perguntas
Ai, sério. Isso é podre! A criatura te faz perguntas pra mostrar interesse, ok. Mas se são sempre as mesmas, é sinal de que as respostas anteriores não foram fixadas. Ou seja: a pessoa realmente não está nem aí.

4 – Ele acaba sempre dizendo que sente “saudade”
Essa é a prova final do poço nojento que é ser apenas mais um nome na lista dele. Você cai no papo dele e no fim, ele acaba falando que “sente saudade daquele dia”. E se você render o pseudo-assunto-ai-socorro depois disso, a pessoa enlouquece. Acha que você está na mesma taradeza que ela e sai falando um monte de besteiras pra te ter de novo.

 

Se você acreditar de novo no infeliz, vai ser a mesma coisa. Vocês vão pra você sabe onde. No dia seguinte nem um “opa, dormiu bem?”. Nada. Aí quando bate a saudade, o que acontece? Um “oi” no inbox. Socorro!

Só te falta o crachá “contatinho do Fulano”. Chega disso, certo? É horrível, estar numa “conversa” pelo inbox e sentir que a pessoa está só querendo te pegar de novo e mais nada.

 

A menos que você mude de ideia e aceite algo frio, agora vou revelar o segredo de como se livrar dessa criatura:

1 – Dê a real pra ele
Fale com todas as letras “a gente nem têm assunto”. Pronto. Isso vai mostrar que todas as tentativas dele de mostrar interesse falharam. E fica claro também, que você não nasceu ontem.

2 – Se despeça
Diz que foi até legal, mas que nem o almoço ou o sorvete que você queria rolou. E que você prefere ficar por ali. Tente manter um tom amigável. É melhor não fazer um novo inimigo.

3 – Bloqueie
Se a pessoa respondeu, que ótimo. Senão, melhor ainda. Se só queria mesmo te usar e você queria ao menos uma amizade colorida, não precisava mesmo responder. Bloqueie pra nunca mais ver no inbox aquele “oi” nojento.

 

E aí? Você é mesmo só mais um contatinho dele?

Dá logo um jeito nisso, menina!