Imagens do que foi a política brasileira em 2016

Diferente do meu post sobre política do ano passado, nesse dezembro de 2016, tenho muita coisa pra contar. E relatos que infelizmente, são de dar tristeza em muita gente. Esse ano tivemos que assistir de camarote a queda da democracia brasileira. Impulsionado por um partido que não vence nas urnas há várias eleições, o PSDB e o partido que Dilma se aliou para conseguir a reeleição, PMDB, com apoio incondicional de Moro e da Globo, vimos a queda de Dilma e do PT.

Moro e a Globo fizeram a cabeça da massa que não acompanha política, mostrando um PT corrupto e ladrão, assim, o partido que mais tirou pessoas da miséria no Brasil, foi visto como o mais corrupto da história. Escândalos como o da Petrobrás, que quem acompanha política se lembra, o rombo na Estatal vinha desde o Governo FHC, ficou como se o PT tivesse iniciado o rombo na empresa. Lamentável!

Antes de colocar as imagens aqui do que foi o Brasil politicamente nesse ano, fica aqui o meu mais profundo lamento. Foi um ano bem triste, que daqui uns anos, meu filho ou minha filha vão ver nas páginas dos livros de história e eu terei que contar o que vi, o que tive que assistir, o que não queria ter vivido. Tristes páginas da política brasileira.

Essas imagens que separei ao longo do ano, são parte do que foi a política brasileira em 2016.

2016 foi aberto com a briga entre apoiadores de Aécio – pessoas que mal influenciadas, achavam que saindo Dilma, Aécio assumiria. E as manifestações contra Dilma e o PT seguiam pelas ruas. A parte boa disso tudo, é que nós avisamos que esse golpe iria ferrar com a população brasileira e desde que Temer assumiu, só vimos direitos dos trabalhadores, estudantes e civis sendo cortados no Brasil.

O atual governo, onde nenhuma mulher aceitou o convite e alguns políticos internacionais sequer o reconhece, fez das páginas da política brasileira, algo lamentável. E Temer, claro, ia fechar bem o ano com sorvete, tortas e alimentos importados, o gasto seria superior a 1,7 milhões. Mas a repercussão foi tamanha, que ele cancelou. Ah, que pena!

Os dois primeiros meses do ano, foram marcados por protestos que se dividiam entre apoiadores de Dilma e apoiadores do golpe.

Março

A delação de Delcídio entregou de bandeja 74 cabeças.

Abril

A votação pelo impeachment seguiu e em abril passou pela câmara. Dilma não se curvou diante de Cunha e assim começou todo o processo que a tirou do poder.

Essa imagem é a cara da política brasileira. Olha, não é caso de rir, mas eu me matei rindo. Deputados da Câmara abriram a sessão de votação do impeachment, com uma faixa de “Fora Cunha”, bem atrás dele, que era o então, presidente da Câmara.

Maio

Seguindo o curso do golpe, senadores votaram pela continuação do processo de impeachment.

Em protesto contra o resultado do impeachment, internautas fizeram vomitaço na página do Temer. Claro, participei com muito orgulho.

Dilma fez um discurso lindo, que eu ouvi todinho pela Band News FM. Foi aplaudida por algumas pessoas e se despediu.

Governo Temer foi duramente criticado por não ter uma mulher sequer. Detalhe, que eu senti muito orgulho: as que foram convidadas após as duras críticas, não aceitaram! Daniela Mercury e Marília Gabriela, entraram para a história, como duas das mulheres que não aceitaram fazer parte dessa merda toda.

Junho

Um dos heróis do povo que clamou pelo golpe, o Japonês da Federal, foi preso em Curitiba!

A famosa Tia Eron/PRB-BA sumiu e Cunha foi beneficiado com isso. Detalhe é que Temer e Cunha sabiam o tempo todo onde ela estava e custeada por quem? Preciso dizer? Rá!

Fora da presidência, Dilma teve pedido de avião negado por Temer e ela fez o seu primeiro voo comercial. O que aconteceu? O povo adorou e a sua popularidade subiu!

As investidas de Cunha deram errado e Janot pediu a prisão de Jucá, Renan e Cunha. A casa do Cunha começava a cair.

Julho

Temer numa tentativa desesperada de se mostrar “o bom”, convocou a imprensa para registrar o momento em que foi buscar o filho na escola. Que podre!

Cachoeira foi preso e ele é a prova de que no Brasil, prisão nem é assim tão ruim, quando se tem grana, pois foi mais feliz pra cadeia que eu, quando vou pro MC Donald’s tomar um sorvete.

Agosto

Senadora Fátima Bezerra defendeu Dilma excelentemente. Dilma também discursou, mas nada adiantou. O circo já estava armado, estava tudo preparado pro Temer assumir.

Em homenagem aos que foram às ruas pedir a volta da ditadura, Temer ordenou que durante as olimpíadas quem se manisfestasse contra ele, fosse preso e retirado dos estádios. Essa reportagem mostra o que fizeram com as pessoas que estampam a imagem de capa desse artigo.

Temer foi vaiado durante o discurso de abertura das olimpíadas e a globo acabou mostrando isso, pois, foi ao vivo. Ah que pena!

Em uma das manifestações que aconteceram, pedindo o “Fora Temer”, as pessoas deixaram um recado pra Folha:

Setembro

O 7 de setembro foi marcado por manifestações no País, pedindo o que até hoje pedimos “Fora Temer”.

Outubro

Cunha finalmente foi preso e ameaçou muita gente com a sua delação.

Muitas escolas no Brasil foram ocupadas por causa da PEC 241, que é a PEC 55 renomeada. As ruas foram tomadas de pessoas manifestando contra e infelizmente, tem gente que nem sabe do que estou falando. Se você não sabe o que é a PEC 241, pode ler aqui e entender melhor sobre. Nesse outro artigo, tem bem explicado também, o que é a PEC depois que ela passou pela Câmara dos Deputados e pelo Senado.

Foi lindo ver os alunos brigando pelos direitos. Parabéns, galerinha!

Novembro

Cunha avisou que 150 deputados cairiam junto a ele. Nós e os ET’s de marte aguardamos ansiosos a sua delação.

Dezembro

Muita gente entendeu enfim, o porquê de Aécio ser mencionado diversas vezes na Lava Jato e não ser expedido nada contra ele. Nunca foi contra a corrupção. Sempre foi contra o PT.

A reforma trabalhista que o Temer propõe, está resumida aqui nessa imagem de uma das páginas do facebook que eu sigo:

Temer está acabando com o Brasil, com nossos direitos. Só alienados e manipulados pelo Brasil cor-de-rosa que a Globo mostra, não enxergam isso.

É com profundo lamento que digo: não sei se em 2017 as coisas vão mudar. Já teve gente que acompanha política, prevendo a prisão de Lula. Se o prenderem, ele se torna herói de vez. Só torço muito, com todas as minhas forças e com meu voto, pra que em 2018 Lula volte à presidência e conserte as cagadas que Temer está fazendo.

E o melhor: que a maioria das pessoas que ainda não entenderam que isso tudo foi um golpe e que o PT apesar de ter errado em alguns pontos, ainda é o partido que governa para os pobres, é a melhor opção pro Brasil.

Com o PT, foi criado o PROUNI, o SISU, milhões de pessoas saíram da linha da miséria. Mas isso a Globo não fala. Espero que as pessoas acompanhem mais política, que tenham cabeça própria, que aprendam a raciocinar e que deixem de ser manipuladas.

Aprendi desde criança a acompanhar política, com meu Avô e quando eu era menina, ali pelos anos 90, ele já dizia “veja ao menos dois jornais por dia em duas emissoras diferentes, pra que caso uma delas resolva manipular as pessoas, você não seja manipulada minha filha”. Parecia que ele estava adivinhando os dias atuais.

Que possamos suportar 2017. Que Lula volte em 2018!

E sim, eu sou petista com muito orgulho. Aprendi com meu Avô, desde pequena a diferenciar quem governa para os pobres, quem faz mais pelo País. Se isso te incomoda, é só não me seguir nas redes sociais, desfazer amizade no facebook e dar um ‘descurtir a página’ na page do blog! Em nada vai me afetar.

Eu não recebo para ser petista e não preciso da aprovação de ninguém para levar a bandeira vermelha, que me orgulha. Espero que o Brasil não sofra tanto com o que Temer fará em 2017 e que você que fez a merda de ir pras ruas pedir “Fora Dilma” veja a cagada que fez e seja um eleitor de Lula em 2018.

E fica aqui um pedido: você não precisa concordar comigo. Mas por favor, acompanhe política, saiba o que está acontecendo no País, não assista apenas a um canal de tevê, quando for ver um jornal. Tenha a sua própria opinião! Isso só fará de você uma pessoa diferenciada, com conteúdo.