Está no inferno? Abrace o capeta!

Calma, isso não é um xingamento! Muito menos um chilique. É um dos melhores ensinamentos que você pode receber na vida. Pense na situação, sem levar em conta o contexto religioso.

Certas coisas na vida, você tem que passar e ponto final. Não tem como não passar, correr, pular a etapa; é como os primeiros degraus numa escadaria longa e cansativa. São situações que ao chegarem ao fim, você percebe que amadureceu. E o melhor: que apesar de tudo, sobreviveu! São episódios que à primeira vista, a solução é sair correndo. Para bem longe. Mas ao respirar fundo e colocar a cabeça no lugar, você percebe que é algo passageiro.

Sempre digo que nada de ruim – ou que achamos ser ruim – nos acontece por acaso; que toda tempestade que passamos se não nos mata e nos deixa mais forte. Estar no inferno, é ter um problema. Abraçar o capeta, é enfrentar situações que nos tiram do sério, que mudam nossa rotina. Claro, não é tudo que deve ser enfrentado. Existe o que você tem que mudar sem pestanejar. São as coisas que tiram sua dignidade, situações de desrespeito.

Exemplo 1: uma pessoa usa um carro que há tempos quer trocar, que dá muita manutenção e vai demorar cerca de oito meses para conseguir ficar livre dele, mas com planejamento financeiro. Enquanto não troca, fica nervosa por precisar trocar e pensa até em se endividar até o último centavo. Exemplo 2: uma mulher, que apanha diariamente do marido que é um ignorante, só continua com ele por medo de mudar, de enfrentar a vida sozinha, do desconhecido. Isso tira a dignidade dela e ela deve sim, mudar o rumo. No caso do carro, fica bem claro o que quero dizer: à primeira vista, fazer uma loucura e trocá-lo imediatamente, é o melhor. Mas, esperar os oito meses é a coisa mais inteligente a fazer e não se endividar.

É preciso muita coragem para, de fato, abraçar o capeta. Poucas pessoas enfrentam a vida, de verdade. Sem seguir por atalhos. É indispensável muita paciência, tolerância, domínio próprio. Explodir, fazer loucuras, são soluções paliativas, que geram mais problemas futuramente. Lembre-se que toda dificuldade que você enfrentar, te torna mais forte. As tempestades da vida devem ser enfrentadas de frente, sem medo, sem dúvidas. E mesmo que você as enfrente sozinho, a tempestade vai ter fim. Algumas doses de esforço e determinação são decisivas. Nenhuma circunstância ruim dura pra sempre, tenha isso em mente, sempre.